Quero uma vida azul-piscina!

Quero uma vida azul-piscina!

Gosto de pensar assim: se a gente faz o que manda o coração, lá na frente, tudo se explica.

Gosto de pensar assim: se a gente faz o que manda o coração, lá na frente, tudo se explica.

Por ele eu vou até o Acre e me finjo de índia.

Por ele eu vou até o Acre e me finjo de índia.

Meu mundo

Meu mundo
Mundo

sábado, 26 de novembro de 2011


Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com você.


(( Carl Sagan))

domingo, 6 de novembro de 2011

Quem semeia ingratidão colhe catástrofes...

Falsidade…


falsidadeJá falei em certo artigo, aqui mesmo no blog, que o ser humano possui algumas peculiaridades que, fazem dele, não somente um ser superior, mas um ser extremamente diferenciado dos outros que habitam a mãe Terra, e, recentemente, descobri com espanto e admiração, mais uma particularidade do bicho homem! Trata-se da FALSIDADE!

Eu nunca vi, por exemplo, um elefante, um cavalo, um macaco, um cão, um gato ou um peixe fingir ser amigo de outro, seja de sua espécie, ou não!

Ou ele gosta, tem afinidade, ou rola uma briguinha básica (ainda que por instinto da espécie), mas fingir ser o que não é, isso ele não faz! Garanto!

O ser humano tem a capacidade de disfarçar, engabelar, maquiar uma realidade, para alcançar seus objetivos, e isso, mesmo que seja por anos a fora! Quem nunca foi vítima da falsidade de alguém? Quem nunca experimentou o dissabor de ser traído por alguém que muito confiava? Eu já! E confesso, foi uma punhalada certeira no meio do coração… Mas, o interessante é tentar entender o porquê de alguns seres humanos agirem assim! O que os leva a final a terem essa capacidade nefasta, de racionalmente premeditar, tramar e executar o mal contra outro da mesma espécie? A resposta é simples! Uma falha de caráter causada pela falta de AMOR! Isso aí, nada mais, nada menos do que falta de um sentimento que impede que machuquemos, magoemos ou firamos o próximo… Sem amor, a pessoa se torna vítima de seu próprio EU, satisfazendo assim a seus impulsos mais fugazes, mais mesquinhos e DESUMANOS! O amor nos impede de agirmos assim, pois o amor é altruísta, solidário e sobre tudo, divino!

Infelizmente o amor não faz as pessoas mudarem de cor, não acende luzinha, nem exala qualquer perfume, dessa forma, não há como saber quem o possui sem que o tempo faça brotar os frutos que indicam a existência desse sentimento, então, seja sóbrio em tudo, haja com muita cautela, não confie desesperadamente no seu próximo! Ame-o, mas, não se surpreenda demasiadamente se no lugar do amor, ele lhe oferecer a traição, a FALSIDADE…

Em pesquisa, ou análise de boca a boca, 90% das pessoas que agiram com falsidade, agiram primeiramente de forma premeditada, ou seja, sabiam muito bem o que estavam fazendo, e sobre tudo, as consequências contra o próximo! Em segundo lugar, queriam a qualquer preço satisfazer seu EGO! Sanar uma vontade extremamente individual, sem se preocupar com o outro! O prazer de alcançar seu objetivo, sem se preocupar com o que pode ocasionar ao outro, vai além da percepção da dor que poderá causar ao próximo!

Um fato tenebroso quanto a pessoa falsa é que, geralmente, não há como identificá-las a curto prazo, ou seja, só o tempo é capaz de indicar, ou mesmo DENUNCIAR tal falha de caráter….