Quero uma vida azul-piscina!

Quero uma vida azul-piscina!

Gosto de pensar assim: se a gente faz o que manda o coração, lá na frente, tudo se explica.

Gosto de pensar assim: se a gente faz o que manda o coração, lá na frente, tudo se explica.

Por ele eu vou até o Acre e me finjo de índia.

Por ele eu vou até o Acre e me finjo de índia.

Meu mundo

Meu mundo
Mundo

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Auto - Retrato


Alguém diz
que sou bondosa
está tão enganado que dá pena.
Alguém diz
que sou severa
e acho graça.
Não sou áspera nem amena
estou na vida como o jardineiro
se entrega em cada rosa
corte, sangue, dor e aroma
para que a beleza fique na memória
quando a flor passar.

-Lya Luft-

Imagens


Quando te abandonas em meus braços,
meus olhos deslizam pelo teu corpo,
ávidos de segredos e nada escondes
das mãos ardentes em trilhas secretas.

A passarela dos sonhos silentes
é a canção de murmúrios peregrinos,
não preciso dizer seus nomes ao vento
pois sabe-os de cor até o lamento!

Na profundidade dos olhos brotam perfumadas
brancas flores, nos ais fecundadas...
e as palavras rotas são chuva em gotas...

No caminho dos beijos, se abrem néscios
os lábios... sorvendo teu agreste vinho
enquanto o sonho navega, réstia de luar...

Abel G. Saint'ell
Tenho a ardente esperança de que
minha vida nesta Terra seja
até o fim tecida de lágrimas e risos.
Lágrimas que me purificam o coração e
me revelam o segredo da vida e o seu mistério.
Risos que me levam mais para
perto dos homens, meus irmãos;
Lágrimas com que me uno aos que sofrem,
Risos que simbolizam a alegria
pela minha existência.
Prefiro mil vezes a morte por meio da
felicidade à vida em vão e em desespero."

Khalil Gibran



Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente.
Toda realização nobre se levanta na base da perseverança no bem.
Uma das mais belas lições que tenho aprendido com o sofrimento: Não julgar, definitivamente não julgar a quem quer que seja.
Valoriza os amigos. Respeita os adversários.

(Chico Xavier)


quinta-feira, 23 de julho de 2009


"O homem não morre quando deixa de viver,
mas sim quando deixa de amar."

"Charles Chaplin"




quarta-feira, 22 de julho de 2009

Acordar

http://api.ning.com/files/FPICJVYyLiTxezGAmBm9VEbljx*Z6bqS8IO9ukghWSKjBg1LQixBhYgkawUrlm6FRGVCSJNWsoKBnQgnI466Rp4AlR7NxFjB/Lirios20blancos20y20rojos.jpg


Dá-me lírios, lírios
E rosas também.
Dá-me rosas, rosas,
E lírios também,
Crisântemos, dálias,
Violetas, e os girassóis
Acima de todas as flores...

Deita-me as mancheias,
Por cima da alma,
Dá-me rosas, rosas,
E lírios também...

Meu coração chora
Na sombra dos parques,
Não tem quem o console
Verdadeiramente,
Exceto a própria sombra dos parques
Entrando-me na alma,
Através do pranto.
Dá-me rosas, rosas,
E llrios também...

Minha dor é velha
Como um frasco de essência cheio de pó.
Minha dor é inútil
Como uma gaiola numa terra onde não há aves,
E minha dor é silenciosa e triste
Como a parte da praia onde o mar não chega.
Chego às janelas
Dos palác ios arruinados
E cismo de dentro para fora
Para me consolar do presente.
Dá-me rosas, rosas,
E lírios também...

Mas por mais rosas e lírios que me dês,
Eu nunca acharei que a vida é bastante.
Faltar-me-á sempre qualquer coisa,
Sobrar-me-á sempre de que desejar,
Como um palco deserto.

Por isso, não te importes com o que eu penso,
E muito embora o que eu te peça
Te pareça que não quer dizer nada,
Minha pobre criança tísica,
Dá-me das tuas rosas e dos teus lírios,
Dá-me rosas, rosas,
E lírios também..

(Álvaro de Campos)

OS POEMAS


Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada
par de mãos e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...


_Mario Quintana_





segunda-feira, 20 de julho de 2009

Trilogia




Choro, a saudade me invade
no porão dos sentimentos...
e lágrimas rolam em meu rosto.
Saudade


De coração partido e face triste
um soluço me empresta seu som,
que de tão sofrido parte a alma.
Tristeza


Sabendo que sua ausência me dói,
espero em vão na esquina da vida
e vivo nesta grande ilusão.
Esperança


(Sávio Assad)

Namorar em sonhos

Namorei por toda a vida
Todos os sonhos que sonhei,
Até meus sonhos perdidos
Confesso que namorei!


Namorei sonhos distantes,
Que senti, mas não toquei,
E até meus sonhos errantes,
Confesso: também gostei!


Namorei sonhos do sul,
Do norte e do nordeste,
Sonho rosa, sonho azul,
Sonho do centro e sudeste,
Sonhos que tanto sonhei
Mas que tu nunca me deste!


Namorei sonhos dourados,
Pretos, brancos, coloridos,
Sonhos nunca imaginados
Que me tocaram os sentidos.


Namorei sonhos da noite
E também da madrugada;
Sonhos doces de criança
Com a primeira namorada,
Sonhos que se perderam
Na poeira das estradas...


Mas o sonho mais bonito,
Com gostinho de maçã,
Foi aquele que sonhei
No despertar da manhã:
Eu te querendo todinha
Você dizendo: hã, hã...



Tenho pena e não respondo.
Mas não tenho culpa enfim
De que em mim não correspondo
Ao outro que amaste em mim.

Cada um é muita gente.
Para mim sou quem me penso,
Para outros --- cada um sente
O que julga, e é um erro imenso.

Ah, deixem-me sossegar.
Não me sonhem nem me outrem.
Se eu não me quero encontrar,
Quererei que outros me encontrem?

Fernando Pessoa

" O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais; há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessoa; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade; sei lá de quê! "

(Florbela Espanca)

sexta-feira, 17 de julho de 2009

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Retrato da Alma



Palavras...
Singelas dançarinas, que no espaço ou sobre linhas
Com leveza se equilibram;
Letras que fluem da alma dos amantes,
Flutuando em abstratos pensamentos;
Desabrocham da comoção de um espírito,
Da agonia de um coração ferido;
Ecos de uma música interior,
Que se fazem ouvir na intensidade do amor, no gelo da dor.
Palavras simples, gastas, cotidianas...
Que desfilam na passarela das paixões,
Em novos versos, novas rimas, novas canções.

Jeff S. Lima

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Os dez mandamentos para ser feliz



As pessoas competentes são aquelas que conseguem manter uma postura positiva mesmo nos momentos mais difíceis. Ficar com cara carrancuda só piora a situação e não ajuda na resolução dos problemas.

1- Curta mais a sua companhia. Aprenda a viver feliz mesmo sozinho. Convide um amigo para ir ao cinema, mas se não encontrar alguém disponível vá com a pessoa mais fascinante do mundo: você mesmo.

2- Tenha alto astral. As pessoas competentes são aquelas que conseguem manter uma postura positiva mesmo nos momentos mais difíceis. Ficar com cara carrancuda, só piora a situação e não ajuda na resolução dos problemas.

3- Viva com paixão. Procure estar por perto de pessoas com alegria de viver e manter-se afastado de indivíduos baixo astral, aqueles que secam até arruda e pimenteira.

4- Cuide bem do seu corpo. Alimentação, sono e exercícios são fundamentais para uma vida saudável. Lembre-se, o seu corpo é o seu templo. Gostar de você mesmo, significa gostar dos outros e deixar as portas abertas para que gostem da gente também.

5- Invista em você todos os dias. Nós somos arquitetos da nossa personalidade. Quando a pessoa nasce Deus lhe dá um potencial infinito que poucas aproveitam. Pense em si mesma e trabalhe firme. Ser o co-criador de si é o maior desafio da vida.

6- Celebre as vitórias. Compartilhe seu sucesso com pessoas queridas. Mesmo as pequenas conquistas devem ser celebrada com alegria. Grite, chore, encha-se de energia para os próximos desafios.

7- Tenha uma vida espiritual. Conversar com Deus é o máximo, especialmente, para agradecer as dádivas recebidas. Mantenha o hábito de rezar antes de dormir, é bom para o sono e melhor ainda para a alma. A oração e a meditação são forças de inspiração.

8- Crie tempo para as pessoas importantes da vida. Filhos, maridos, pais e irmãos são as pessoas que vão estar com você nos melhores e piores momentos da sua vida. Embora eles não pareçam tão importantes na correria do dia-a-dia, são eles que darão força para continuar.

9- Tenha amigos vencedores. Campeões falam de e com campeões. Perdedores só tocam na tecla perdedores. O diz-me com quem andas, continua válido, mais do que nunca.

10- Diga adeus para quem não lhe merece. Alimentar relacionamentos que só trazem sofrimento é uma forma cruel de masoquismo. Não deixe que relacionamentos inconsistentes atrapalhem sua vida. Se você tiver um marido em casa que não esteja usando: empreste, venda, alugue, doe para uma instituição de caridade, enfim, deixe o espaço livre para um novo amor.

Roberto Shinyashiki

terça-feira, 7 de julho de 2009




Gato que brincas na rua Como se fosse na cama, Invejo a sorte que é tua Porque nem sorte se chama. Bom servo das leis fatais Que regem pedras e gentes, Que tens instintos gerais E sentes só o que sentes. És feliz porque és assim, Todo o nada que és é teu. Eu vejo-me e estou sem mim, Conheço-me e não sou eu. (em Poesias de Fernando Pessoa)

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Meu amor é como fruta madura colhida no pé,
É rede na varanda embalada ao vento,
É borboleta alçando os primeiros vôos,

É a complexidade da semente que germina,
É a simplicidade da árvore que cresce
São flores,

É vida,

É simplesmente meu amor querido.

Meu amor é maior que a esperança!
É mais profundo que a imensidão do mar
É lindo como o sorriso de uma criança
E belo como o nascer...como o gerar...

Meu amor é a ânsia de sede e fome!
É um rio calmo onde desagua a paixão.
É um pedaço de céu, onde não existe solidão...

É infinito...Eterno!

Paty Padilha e Ginna Gaiotti



VIVER



Como acordar sem sofrimento?
Recomeçar sem horror?
O sono transportou-me
àquele reino onde não existe vida
e eu quedo inerte sem paixão.

Como repetir, dia seguinte após dia seguinte,
a fábula inconclusa,
suportar a semelhança das coisas ásperas
de amanhã com as coisas ásperas de hoje?

Como proteger-me das feridas
que rasga em mim o acontecimento,
qualquer acontecimento
que lembra a Terra e sua púrpura
demente?
E mais aquela ferida que me inflijo
a cada hora, algoz
do inocente que não sou?

Ninguém pode, a vida é pétrea.

"Carlos Drummond de Andrade."

Doçura


Com a altura da idade a casa se acrescenta.
Não é que aumente a quantidade ao espaço.
Mas, sendo mais longínquos, o desapego pensa
maior distância quando se fica a olhá-lo.
Ou, se quiserem, uma realeza
se instala à volta dessa altura de anos,
de forma a que os objectos apareçam
na luz de quase já nem os amarmos.
Então a casa distende-se na intensa
inteligência de estarmos
a ver as coisas amarem-se a si mesmas.
Ou com a forma a difundir seu espaço.

(Fernando Echevarría, in "Figuras")

"A beleza agrada os olhos de forma efêmera,


a doçura nos modos encanta a alma por eternidades."


Desalento



Às vezes ouço rir, é uma agonia
Queima-me a alma como estranha brasa
Tenho ódio à luz e tenho raiva ao dia
Que me põe n’alma o fogo que m’abrasa!

Tenho sede d’amar a humanidade…
Eu ando embriagada… entontecida…
O roxo de maus lábios é saudade
Duns beijos que me deram n’outra vida!

Ei não gosto do Sol, eu tenho medo
Que me vejam nos olhos o segredo
Que só sabem chorar, de ser assim…

Gosto da noite, imensa, triste, preta,
Como esta estranha e doida borboleta
Que eu sinto sempre a voltejar em mim!

( Florbela Espanca )