Quero uma vida azul-piscina!

Quero uma vida azul-piscina!

Gosto de pensar assim: se a gente faz o que manda o coração, lá na frente, tudo se explica.

Gosto de pensar assim: se a gente faz o que manda o coração, lá na frente, tudo se explica.

Por ele eu vou até o Acre e me finjo de índia.

Por ele eu vou até o Acre e me finjo de índia.

Meu mundo

Meu mundo
Mundo

sexta-feira, 23 de abril de 2010

(I Corintios 13:1)

Mensagens Para Orkut

(I Corintios 13:1) - AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
(I Corintios 13:2) - E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
(I Corintios 13:3) - E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
(I Corintios 13:4) - O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
(I Corintios 13:5) - Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
(I Corintios 13:6) - Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
(I Corintios 13:7) - Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
(I Corintios 13:8) - O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
(I Corintios 13:9) - Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
(I Corintios 13:10) - Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
(I Corintios 13:11) - Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
(I Corintios 13:12) - Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
(I Corintios 13:13) - Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.


quarta-feira, 14 de abril de 2010


“Nada do que vivemos tem sentido se não tocamos o coração das pessoas”

- Cora Coralina -

"Ônus"



"A esperança me chama
e eu salto a bordo como se fosse a primeira viagem.

Se não conheço os mapas, escolho o imprevisto:
qualquer sinal é um bom presságio.

Seja como for, eu vou, pois quase sempre acredito:
ando de olhos fechados feito criança brincando de cega.

Mais de uma vez saio ferida, ou quase afogada,
mas não desisto.

A dor eventual é o preço da vida:
passagem, seguro e pedágio."

Lya Luft



“ Daqui a alguns anos você estará mais arrependido
pelas coisas que não fez
do que pelas que fez.
Então solte as amarras.
Afaste-se do porto seguro.
Agarre o vento em suas velas.
Explore.
Sonhe.
Descubra. ”

- Mark Twain -


Meu Poema Teu

Já não construo disfarces
ou personagens no espelho
Pro roteiro adaptado
da comédia dos meus dias
Tenho saido de casa
vestido só de verdades
Talvez por certa arrogância
e a preguiça de esconder-me


Só que isso de jogar-se
de penhascos em palavras
Inunda todas as cenas
de absolutas sentenças
E em meu ar de indiferença
de alguém nunca indiferente
Vivo em meu laboratório
dos afetos controlados
...

Cado Selbach

Despedida



Por mim, e por vós, e por mais aquilo
que está onde as outras coisas nunca estão
deixo o mar bravo e o céu tranqüilo:
quero solidão.
Meu caminho é sem marcos nem paisagens.
E como o conheces? – me perguntarão. -
Por não ter palavras, por não ter imagem.
Nenhum inimigo e nenhum irmão.
Que procuras?
Tudo.
Que desejas?
Nada.
Viajo sozinha com o meu coração.
Não ando perdida, mas desencontrada.
Levo o meu rumo na minha mão.
A memória voou da minha fronte.
Voou meu amor, minha imaginação…
Talvez eu morra antes do horizonte.
Memória, amor e o resto onde estarão?
Deixo aqui meu corpo, entre o sol e a terra.
(Beijo-te, corpo meu, todo desilusão!
Estandarte triste de uma estranha guerra…)
Quero solidão.

Cecília Meireles
Pegue um sorriso e doe-o
para quem jamais o teve...
Pegue um raio de sol e faça-o
voar lá onde reina a noite...
Pegue uma lágrima e ponha no rosto
de quem jamais chorou...
Pegue a coragem e ponha-a no ânimo
de quem não sabe lutar...
Descubra a vida e narre-a a quem
não sabe entendê-la...
Pegue a esperança e viva na sua luz...
Pegue a bondade e doe-a a quem
não sabe doar...
Descubra o amor e faça-o
conhecer o mundo.

Mahatma Gandhi

Que seus Dias sejam Lindos!
Que seu Campo,
Seja de eternas flores!
Que belo seja para sempre...
Teu coração!
Que bela seja para sempre...
Tua face, expressões e afetos!
Que para sempre...
Tu sejas carregado de felicidade!
Que para sempre...
Tu sejas alimentado pelo Amor!
Que o Sol para sempre...
Resplandeça sobre Ti
Alimentando a sua Alma,
Sua eternidade!

(Poeta- Dolandmay)








Um Amigo me chamou para
ajudá-lo a cuidar da dor dele.
Guardei a minha no bolso...
E fui...

Caio Fernando Abreu

MADRUGADA




Dois cigarros acesos no silêncio da madrugada:
- o meu e o teu cigarro.
Uma tragada um beijo, um beijo e uma tragada...
Teu braço é o meu travesseiro quente e macio:
- dois pássaros que a tempestade da noite separa
E se juntam em manhã dourada de estio.

Preciso partir! Antes que eu diga mais nada
Prendes-me nos braços e entre beijos e abraços
Pede-me para ficar.

E, num delírio louco de amor, começas a falar:
- Não, não vá embora! Deixa que o sol desponte
E os pássaros comecem a cantar lá fora.
Deixa que a névoa adormecida no colo azul
Das montanhas distantes desapareça
Ao toque sutil da aurora.

- Que será do resto da manhã se te fores?
Não vês que ficarei sozinha morrendo de amores?
Esquece a vida, querido, e me entregue a luz do teu olhar
Num sonho eterno e perdido...

Somente, agora, o sol debruça em nossa janela
Com ar de malícia, vem nos dar bom dia
Louvar nosso amor nessa manhã tão bela:
- Esquece a vida, querido, e me entregue a luz do teu olhar
Num sonho eterno e perdido...
- O que será do resto do dia se te fores?
Não vês que ficarei sozinha morrendo de amores?
Esquece a vida, querido, e me entregue a luz do teu olhar
Num sonho eterno e perdido...

- O que será do resto da tarde se te fores?
Não vês que ficarei sozinha morrendo de amores?
Esquece a vida, querido, e me entregue a luz do teu olhar
Num sonho eterno e perdido...

- Deixe que a tarde caia serena a encher de sombras
e odores os caminhos por onde há de passar sozinha:
- Esquece a vida, querido, e me entregue a luz do teu olhar
Num sonho eterno e perdido...
Somente agora a Lua vem nascer
Como um pintor em fina tela
Imagens vem tecendo...

Dois cigarros acesos no silêncio da madrugada:
- o meu e o teu cigarro...